Insumos

Produção de lúpulo nacional está em alta

Craft beer single blog post
8 de junho de 2021

Mesmo com os altos custos da produção agrícola no Brasil, agricultores do interior do país apostam na produção de lúpulo.


por: redação
foto crédito: www.aprolupulo.com

Não é de agora que o Brasil é o terceiro maior produtor anual de cerveja do mundo, atrás somente da China (48,9 bilhões de litros) e Estados Unidos (22,5 bilhões de litros), mas praticamente todo o lúpulo utilizado na fabricação brasileira vem de países como Estados Unidos e Alemanha.

Os relatórios dos países incluídos na Conveção Internacional dos Produtores de Lúpulo (International Hop Growers’ Convention) apontam que, em 2020, a área global cultivada com lúpulos atingiu seu nível mais alto desde a colheita de 1997. A área mundial plantada para a safra 2020 mostra um total de 62.885 hectares (cerca de 40% nos Estados Unidos e 33% na Alemanha), um aumento de 1.306 hectares, em torno de 2,1% a mais que a safra 2019.

A maior expansão de área cultivada é novamente relatada pela região Noroeste Pacífico nos Estados Unidos, que apresentou mais 1.055 hectares, crescimento de 4,4% em relação a 2019. Totalizando 24.954 hectares de lúpulos plantados em 2020 no país. Sendo 79% classificados com variedades de aroma e 21% destinados para produção de alfa ácidos. As cinco principais variedades são Citra®, Columbus/ Tomahawk®/ Zeus (CTZ), Mosaic®, Simcoe® e Cascade.

As variedades de Mosaic® e Cascade podem ser encontradas na deliciosa Skum Dark IPA!

Voltando ao Brasil, nos últimos anos, pesquisadores e agricultores desenvolveram novas técnicas que estão favorecendo a cultura de campos de lúpulos que se espalharam pelo país. Atualmente, a Associação Brasileira de Produtores de Lúpulo (Aprolupulo, fundada em 2018) tem 160 agricultores cadastrados.

Uma das principais necessidades da planta de lúpulo para se desenvolver é a quantidade de luz diária que ela precisa para se fortificar e conseguir rastejar no chão para então subir e formar a parreira.

No Brasil, por causa de sua posição geográfica, não há tantas horas de luz solar durante a etapa de desenvolvimento da planta, com isso a técnica que os agricultores começaram a utilizar foi "enganar a planta" e iluminá-la para fingir que o dia não acabou.

Mas, como a energia elétrica no Brasil está cada vez mais cara, essa brincadeira de enganar as plantas de lúpulo está saindo cara. Atualmente cerca de R$ 22mil mensal para iluminar toda a área de 6 mil metros quadrados. E este custo todo é repassado à nós que somos consumidores finais do lúpulo para produção das nossas cervejas.

Por fim, a média nacional para um lúpulo maduro gira em torno de 200 gramas de cones secos por planta, o que ainda está longe dos 800 gramas da Alemanha e Estados Unidos em média. Mas alguns agricultores brasileiros já estão chegando à marca de 500 gramas por planta.

Além da produção de cerveja, o lúpulo também é usado na indústria farmacêutica e na fabricação cosméticos. No site da Aprolúpulo Brasil (www.aprolupulo.com) tem um manual de boas práticas para o cultivo do lúpulo.

Nós da cervejaria Skum utlizamos a maioria dos lúpulos vindos da Alemanha, Estados Unidos, República Tcheca e Austrália, conheça nossos produtos!

Deixe um

Comentário

Seu e-mail não será publicado.

     
 
Como nos achar

Rua Dr. Satilas no Amaral Camargo, 906 / 04

[email protected]

(41) 98823-8898 / 3049-1229